26 outubro 2012

Nenhum trabalho, disseram-nos...

Antes que tudo, desculpem-me pela falta de posts. É que agora, para além de estar sem pc, também estou cheia de trabalhos para fazer, pelo que a minha preguiça aumenta [sim, é proporcional: quanto mais tenho que fazer, mais preguiça tenho e menos faço].

E antes que venham criticar, dizendo-me "ah, mas sempre gostas de ver isto actualizado e agora não vens aqui por falta de tempo, matéria ou por preguiça, ou mesmo ainda por todos estes motivos?". Pois bem, é verdade, mas a questão é que não estou à espera que os outros façam o que tenho que fazer.

Adiante com a tira de hoje:


Posso estar enganada, e se estiver peço que me corrijam, mas a minha definição de nenhuma é mesmo essa: nenhuma, zero, nada...

*A quem se interessar, mais logo há o post dos links.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários serão moderados, pelo que vocês têm a garantia de que serão lidos.

Sejam educados: não insultem por insultar e, se realmente o quiserem fazer, que seja um insulto construtivo.

Posto isto, comentem para a frente.